Sobrecapa

o site que divulga a literatura nacional

Luis Eduardo Matta

foto

foto

Luis Eduardo Matta nasceu em 1974, no Rio de Janeiro. Estreou na literatura quando tinha apenas 18 anos, com o thriller Conexão Beirute-Teeran. O livro, ambientado no pós-guerra do Líbano, recebeu prefácio de Mansour Challita, ex-embaixador da Liga dos Estados Árabes, uma das maiores autoridades em assuntos de Oriente Médio no Brasil. Onde surgiu o interesse? Luis é descendente de libaneses pelo lado paterno e não esconde o imenso interesse que tem pela cultura e pelo país.

Mas Luis não ficou só no romance, enveredou também pelo gênero infantojuvenil, mantendo a linha do mistério e suspense. E o resultado foi o melhor, pois conquistou um público fiel, na tão tradicional coleção Vaga-lume e na recente coleção Olho no Lance.

Luis Eduardo Matta vem conseguindo dar ao thriller brasileiro uma nova voz e estilo. Estilo esse que lida com temas atuais, num formato ágil, sutil e refinado.

O escritor é um apaixonado pela literatura e um incentivador da leitura. E essa paixão ele defende sempre que pode em seus artigos e ensaios, publicados em diversos sites e revistas. Foi colunista fixo do site Digestivo Cultural, de 2003 a 2008, mantendo atualmente a ligação como colaborador eventual.

Luis Eduardo é também associado da AEILIJ (Associação dos Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil).

Confira sua obra:

* Romance

- Conexão Beirute-Teeran (Chamaeleon Edições, 1993).
- Ira Implacável: indícios de uma conspiração (Razão Cultural Editora, 2002).
120 horas (Planeta, 2005)

* Juvenil

Morte no colégio (Editora Ática, 2007). Série Vaga-lume.
Roubo no Paço Imperial (Editora Ática, 2008). Série Olho no Lance / Os Caça-Mistérios
O Rubi do Planalto Central (Editora Ática, 2009). Série Olho no Lance/ Os Caça-Mistérios

Para conhecer um pouco mais:

- Acesse o site do autor;
- Acompanhe o autor no Twitter;
- Leia entrevista do autor publicada no Digestivo Cultural;
- Leia entrevista do autor publicada no site da Editora Ática;
- Leia seu ensaio “A LPB e o thriller verde-amarelo”, publicado em 2003, no Digestivo Cultural;
- Leia seu artigo “Formando não-leitores”, publicado em 2003, no Digestivo Cultural;
- Leia seu artigo “Os desafios de publicar o primeiro livro”, publicado em 2004, no Digestivo Cultural;
- Leia seu artigo “Crime e mistério nas letras nacionais”, publicado em 2004, no Digestivo Cultural;
- Leia seu artigo “Abismos literários”, publicado em 2005, no Digestivo Cultural;
- Leia seu artigo “Os estertores da razão”, publicado em 2006, no Digestivo Cultural;
- Leia seu artigo “Em defesa de Harry Potter”, publicado em 2006, no Digestivo Cultural;
- Leia seu ensaio “Literatura de entretenimento e leitura no Brasil”, publicado em 2006, no Digestivo Cultural;
- Leia seu artigo “O desafio de formar leitores”, publicado em 2007, no Digestivo Cultural;
- Leia seu artigo “A juventude nas livrarias”, publicado em 2008, no Digestivo Cultural;
- Leia entrevista publicada no site Textos & Thrillers.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.213 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: